Site já está em português.

Website already is in english.

"Sabedoria é a coisa principal; adquire, pois, a sabedoria; sim, com tudo o que possuis, adquire o conhecimento." Pv. 4.7




Página Inicial / Colunista / Ser humano ou ser livre



Ser humano ou ser livre


Autora: Merabe Bichara

14/Out/2015

O livre-arbítrio é algo como: se você errar, Deus não te obriga a pedir perdão, muito menos a querer ser perdoado, apenas te oferece esta escolha, e precisa ouvir isto de você para saber se gostaria disso.

 

Algumas pessoas não conseguem entender o motivo de Deus ter criado o livre-arbítrio se isto implicaria em uma possibilidade do surgimento do mal, porém se não houvesse o livre-arbítrio também não haveria a possibilidade do amor, pois quando não se pode escolher entre amar e não amar, o amar não é amor. Portanto, Deus não criaria seres como máquinas, que servissem apenas para justamente o que ele quer e não pudessem escolher o que querem.

 

Imagine-se como um criador, você criou máquinas que te amam e agora é isso que tem, não que elas te amem porque quiseram te amar, mas porque é só isso que sabem fazer, qual o valor sentimental dessa criação? Agora imagine que criou seres que podem decidir te amar ou não, quando eles te amam, qual a sensação? Com certeza, muito mais prazerosa do que a primeira, por mais que você saiba que na segunda hipótese podem existir más criaturas, capazes de não te amar e ainda negarem você, é muito melhor saber que algumas realmente te amam e, pelo que parece, foi assim que Deus decidiu que fosse a criação. Mesmo que suas respostas às perguntas anteriores sejam diferentes das que expus, foi assim que Deus quis e, por mais que discorde dEle, encontramos um grande empecilho para essa discordância, foi ele mesmo quem nos deu a capacidade de discordar disso, então é, como diria C. S. Lewis “como se cortássemos o galho no qual estamos sentados”. Portanto, se Ele pensa desta forma, querendo ou não, esta é a forma correta.

 

Agora chegamos a um ponto em que muitos cristãos têm dúvidas: se temos o livre-arbítrio Deus não poderia saber o que iremos fazer amanhã ou qual decisão iremos tomar, mas se Ele é Deus, pressupõe-se que Ele saiba de tudo, sem exceções. Entretanto, quando enxergamos Deus como um ser que progride numa sequência temporal, possuir liberdade realmente não faz sentido. Porém Deus não possui o tempo como nós o possuímos, é como se não houvesse ontem ou amanhã para Ele. O Senhor está acima do tempo, tudo é agora, Ele vê todas as coisas ao mesmo tempo. Ele simplesmente vê você fazendo todas as coisas, não como se ontem tivesse já passado, mas como se tudo estivesse ocorrendo, e não é porque ele vê o passado e o futuro ao mesmo tempo que isto faz com que as atitudes que você toma sejam menos livres, pois ele vê você tomando-as também. Ele conhece suas futuras ações porque já está no futuro, por um certo ponto de vista Ele não sabe o que iremos fazer até que façamos, porém o momento em que fazemos já é “presente” ou já é ”o agora” para Ele.

 

Claro que essa é um visão cristã, existem inúmeras formas que expliquem essa questão da liberdade, mas eu, particularmente, acho que essa seja a melhor forma, por mais que seja quase impossível explicar estes detalhes quando se possui apenas a maneira humana de conceber tudo o que existe.

 

Voltar Ou escolha um artigo de Merabe no quadro ao lado

Mais Estudos



"Sabedoria é a coisa principal; adquire, pois, a sabedoria; sim, com tudo o que possuis, adquire o conhecimento." Pv. 4.7